Brasil, um país de idosos ou crônica de um entardecer.

Publicado por

Lembro quando ouvia no rádio O bordão: ” Brasil, um país de jovens”. Já nem me lembro o ano em que ouvi. Ao me levantar da cama e sentir os joelhos doerem, constato que faço parte de um grupo que cresce sem parar, o dos idosos.

Vi recentemente numa destas tv’s por assinatura que a População portuguesa tende a desaparecer. Portugal é um país de velhos, que não se renova. Os números mostram que há mais registros de mortes, que de nascimentos, e que em 2070, tenham desaparecido. Talvez seja exagero do repórter, mas faz um certo sentido.

Como brasileiro, me assusto, pois não há um projeto de cuidados para com esta população que cresce exponecialmente: lazer, moradia, saúde, nada é pensado.

O relógio não pára, a ampulheta do tempo está virada, as brumas do tempo, logo apagarão todos e tudo, por isso posto estas palavras na tentativa de que se salve alguma parte de mim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.