O MITO DOS SALVADORES DA PÁTRIA.

Publicado por

Carpe Diem. 09 de outubro de 2019.

Depois de participar de quase duas dezenas de campanhas políticas, de vivenciar diariamente notícias relacionadas ao cotidiano das pessoas, fico a me perguntar, quando é que vamos deixar de lado as estórias da caronchinha, que tratam de jargões do tipo: “chegou o príncipe em seu cavalo branco para salvar a mocinha e arrebatar seu coração”, “nosso super-herói vai nos socorrer”,”e foram felizes para sempre”.

Estas fábulas capitaneadas pelos irmãos Grim, parece estar simbioticamente entranhadas em nosso DNA ao longo de séculos.

No último fim de semana ouvi o atual presidente abrir o bocão para falar da difícil arte de governar em meio a uma diversidade de interesses, alguns inconfessáveis.

Em tempos de campanha, mirabolantes idéias são transformadas em peças de propagandas positivas sobre o futuro próximo. Vendem o cachorro que fala, mas se o cachorro não fala, vendem a tartaruga que voa, e por aí vai.

Brasileiro parece mesmo ser “profissão esperança”.

E lá vou eu mais um dia, no exercício de ser porta voz de uma população que espera por milagres. Queremos tudo num estalar de dedos. No fundo existem entraves, logísticas que exigem tempo para que questões aparentemente simples, seja resolvidas.

Quem mandou colocar no inconsciente das pessoas, que tudo seria resolvido.

Quem pariu o bebê que embale.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.