“NO ESCURINHO DO CINEMA”.

Publicado por

Carpe diem. 11 de outubro de 2019.

“No escurinho do cinema, chupando drops de anis”. A música de Rita Lee nos remota a tempos românticos. Daquelas tardes no cine Eden. Saíamos para o recreio e íamos direto para o cinema. Em cartaz “Sinal vermelho, as fêmeas”, a ex-miss Brasil Vera Ficher mal mostrava os seios em cena com o ator Marcos Paulo, e nós adolescentes com hormônios enlouquecidos vibrávamos naquelas cadeiras duras do cinema. Naquele mesmo cinema, vimos clássicos como O exorcista. Lembro-me de levar um grande susto, quando no meio do filme, viro-me para olhar a fila de trás e me deparo com um sujeito assistindo ao filme com uma máscara de monstro. Eram os românticos anos setenta.

2019, cinemas pós modernos, cadeiras especiais, que parecem de vôos de primeira classe em aviões, som perfeito, telas de alta definição. Tudo perfeito, até que a ficção sai da tela. Jovens saem da sala de projeção e abordam funcionários, levando dinheiro e ingressos. Logo viralizou na rede. Um dos jovens foi apresentado hoje pela polícia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.