AO MESTRE COM CARINHO.

Publicado por

Carpe Diem. dia 15 de outubro de 2019.

O ano era 1965, a escola Grupo Escolar Estado do piauí. A professorinha, D. Rosália, barriga enorme esperando o filho desejado. Quase sempre naqueles nove meses de gestação, ela passava mal e os alunos eram dispensados. Não sei porque sentia vontade de ficar ali ao lado dela, que sentava em uma cadeira e colocava os pés inchados em outra. O menino Robson não entendia porque ela chorava. A última vez que vi falar dela foi mm dia dos professores. Aquele menino que ela esperava chegar nos idos dos anos sessenta ouviu eu perguntar por ela e ligou para a rádio. Acho que era 2005. Falei com ela ao telefone e fiquei sabendo que ela ainda continuava em atividade em uma coordenação da Secretaria de Educação.

Professora Rosália é a primeira boa lembrança de professora. Depois vieram tantos outros: José Maria do Amaral, com quem tive uma pequena dificuldade no primeiro contato em sala de aula, mas que virou um amigo querido, João Mohana, que viu em mim possibilidades que eu nem sabia e que me levou para rádio e para dar palestras, Professor Serrão, que me deu aulas de vida de forma holística quando a palavra ainda não era usada…

São muitos, a todos eles sou grato. Mas não posso esquecer dos primeiros mestres: D.Maria José e seu Alberto meu pai.

Obrigado mestres.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.